Cursos Belo Horizonte: e-mail para helenacompagno@hotmail.com ou acesse na janelinha à direita

21 de abril de 2017

Bandejas...


... são utensílios práticos, vão bem em qualquer cantinho da casa. Faço uso delas em diversas situações, quando...

...agrupo xícaras e bules para servir um café ou chá, na cama, no terraço, na mesinha de centro...
... organizo as bebidas no bar...
... sirvo aperitivos antes das refeições nos finais de semana... Meu marido adora esse carinho.
... levo pratos para a mesa
... recolho os pratos para a pia
... sirvo água para as visitas...
... quando recebo pessoas gosto de deixar uma jarra com água e copos agrupados na bandeja ao alcance de todos.

E de tanto que gosto delas resolvi pintá-las utilizando a técnica provençal, que é chique, que é romântica, que é linda. 

E se queres aprender de uma maneira bem prática e rápida, venha passar uma manhã de sexta-feira comigo, tomando um café, Eu te ensino! 

18 de abril de 2017

Casa de costureira!

Quem vem a minha casa logo percebe que aqui vive uma costureira! Há uma costureira nata dentro de mim...

Costuro roupas para vestir a minha casa e alegrar aos meus e, principalmente, para me alegrar. Sou feliz dando aulas de costura, ensinando pessoas a cuidar de suas casinhas. Sou feliz...
Costuro roupas para celebrar momentos... esperar quem eu amo...
Nesse dia eu esperava a filha que veio passar o feriado de Páscoa conosco
 O tecidos desses jogos americanos duplos (passadeiras) são 100% algodão, comprados por uma bacatela, pois eles estavam amontoados num "bacião" a R$ 3,90 o metro. Usei 2 metros para fazer 2 (4 lugares). Sobre eles as louças - algumas amparadas por esses tapetinhos descartáveis que compro em lojas de artigos de festa ou na Tok & Stock. Aqui usei o açucareiro como molheira.
 Os tapetinhos também debaixo das taças de sobremesa. 
A mesa posta estava assim antes da sua chegada. No centro da mesa uma orquídea para celebrar o momento. 



No dia seguinte teve bolo no café da manhã. Cantamos o parabéns para a filha que fez aniversário na semana anterior. 
Nova roupa de mesa: Toalha de centro de mesa com barrado em canto mitrado, jogos americanos que viram guardanapos. Guardanapos dupla face - que também viram jogos americanos - e porta guardanapo de limão siciliano. Ela arregala os olhinhos e diz: "nossa mãe, nunca mais tinha visto essa louça!" Sei que sente saudade de casa, de nós, do conforto... Eu faço tudo para se sentir amada, querida e esperada!

Mimos que ganho, pois quem me conhece sabe o quanto valorizo coisas assim.

Naquele dia o almoço saiu tarde. Nova roupa de mesa. Usei jogos americanos duplos (passadeiras) em poá vermelho, capa de sousplast em tricoline imitando renda; rosas vermelhas como porta guardanapos.
A comida foi simples, do jeito que ela gosta: picadinho de filé mignon ao molho madeira, legumes na manteiga e salada verde. Organizei os temperos no caixotinho de madeira.  
E aqui ela aparece, exibindo o vestido novo feito pela mamãe de presente de aniversário. 
Um modelo muito simples, copiado de outro. Usei veludo cotelê. Nas costas um zíper exposto dá um toque moderno. 
Usou sobreposto a uma saia com rendas - presente da irmã caçula. 
 E quando amanheceu domingo de Páscoa, pulei bem cedo da cama, fiz pão, cortei frutas, fiz sucos e arrumei a mesa com jogos americanos individuais. 
 Novamente o tapetinho... 
 Leite quente e café fresquinho para que não haja tanta interrogação: qual é o café, qual é o leite?
Em cada lugar, ao lado da xícara, uma pequena amostra do que seria o presente de Páscoa para as duas filhas: brigadeiros. Acrescentei mel e canela na massa enquanto apurava. Ficou delícia.
Os guardanapos brancos com renda guipir foram feitos especialmente para o momento. Aqui usei porta-guardanapos de com várias rosas, na cor creme e rosa antigo.  Deixei espaço no centro da mesa para colocar os comes e bebes. 
  Almoço de Páscoa. A mesa está montada, Jogos americanos duplos (passadeiras) na cor branca, sousplast quadrados e pintados à mão por mim mesma em tom de rosa antigo e arabescos em azul. Guardanapos azuis de tricoline e renda na borda.
Os coelhos - que ensinei durante as aulas - saíram da toca com suas famílias e foram se juntar a nós na mesa. Nessas horas eu vou brincando de casinha...

 Sobremesa: brigadeiros trufados. 
A família reunida, hora do brinde. Um brinde à vida simples e artesanal. Não presisa de grandes investimentos - basta saber costurar. Venham aprender comigo, aumentar sua renda, montar um negócio, costurar roupas para a sua casinha. Eu vou adorar lhe ensinar tudo o que sei. Tudo o que amo fazer.
 Montei uma pequena "floresta" para os coelhos no cantinho da mesa
 As orquídeas - sempre batem um bolão em qualquer canto
Essas são naturais que ganhei do marido já faz alguns meses. 
Se for servir vinho, não esqueça da água! Caprichem aí na jarra, de vidro ou de cristal, de louça ou porc!elana, de cerâmica ou de barro. Mas de plástico, nem pensar. Estamos em casa, mas não vamos exagerar!

12 de abril de 2017

Saudades da filha

Conto os dias, conto as horas para um novo encontro...
Quado não estou no trabalho, costuro...
Enfeito a casa...
 Perfumo os banheiros...
Invento moda... 
 E assim vou brincando pela casa...
 Espantando a saudade...

26 de março de 2017

Receitas de Páscoa

Ainda dá tempo costurar um mimo de Páscoa. Vamos fazer saquinhos com orelhas e um bolo fácil e bonito?
Que fica molhadinho por dentro?
A explicação do saquinho está aqui, mas, antes quero dar uma dica: Ao invés de costurar dois saquinhos e colocar um dentro do outro, prenda primeiro as orelhas, depois de prontas, em uma das partes, depois junte as partes e costure em toda a volta deixando uma pequena abertura para desvirar, assim:
O saquinho você presenteia com ovinhos e o bolo você faz para a família tomar café no domingo de Páscoa.

Para o bolo fiz uma massa simples de bolo de laranja, utilizando apenas uma laranja SEM A CASCA. 

A receita original da massa pede-se uma laranja com a casca, mas eu prefiro descascar - fica mais suave. 

Ingredientes -  Uso como medida um copo americano (até a marca da borda) ou uma xícara de chá.
3 ovos
Uma medida de óleo
Duas medidas de açúcar
1 laranja descascada e sem caroço em pedaços
2 medidas de farinha de trigo peneiradas
1 colher (sopa) de pó royal

Aqueça o forno médio. Separe a farinha de trigo peneirada junto com o pó royal numa vasilha. À parte bata os outros ingredientes no liquidificador e despeje na farinha, misture tudo muito bem (não precisa usar batedeira).  Cloque na forma e leve ao forno (uns 25 minutos - depende do forno).

Para o recheio eu usei leite de coco, doce de leite e morangos, assim:

Depois de frio, corte ao meio, regue com um vidro de leite de coco, depois espalhe uma lata de doce de leite. Gosto de cozinhar uma lata de leite condensado na panela de pressão por 20 minutos. Mas só abra a lata depois de bem frio, ok? Depois que espalhou o doce, corte em fatias uma caixa de morangos e distribua por cima do doce. Recoloque a outra parte do bolo e  salpique coco ralado. Aqui eu enfeitei com 3 morangos.  
 
Ah, tem preguiça não, mulher! Vai lá na cozinha bater um bolinho, vai?