Cursos Belo Horizonte: e-mail para helenacompagno@hotmail.com ou acesse na janelinha à direita

9 de dezembro de 2013

A droga do elastano

Até eu fui enganada!
Todos os dias oriento minhas alunas, que são inciantes nas costuras, a não comprarem tecidos com elastano. Se você não sabe o que é isso, são aqueles tecidos que esticam, principalmente no sentido das ourelas. Odeio esses tecidos que dificultam as costuras para quem está iniciando.

Semana passada comprei uns tecidos numa loja chamada Tear (Rua dos Goitacazes, Belo Horizonte), onde costuma ter preços bons. Precisava de tricolines 100% algodão, SEM ELASTANO, para fazer capas de edredons. Levei toda a roupa de cama cedente para São Paulo e nem um edredom tinha de reserva. Então eu fiz um edredom usando dois tecidos antigos que já foram colchas, que foram cortinas, que já foram toalhas de mesa e agora serão edredons!

Os tecidos são rústicos, mas ainda em bom estado. Usei manta como recheio. Aproveitei um lençol de solteiro de ótima qualidade, 100% algodão para ser a parte das costas da capa. Para a frente comprei 2 metros de tricoline (bolinhas). Desconfiei que havia um pouco de elastano no tecido, mas a vendedora afirmou de pé junto que aquele tecido não tinha elastano, pois era fabricação própria e eles não usam elastano! Duvidei, estiquei o tecido no sentido das ourelas, quase desisti, mas a vendedora parecia tão convicta, e eu resolvi levar, mas desacreditando,
 Cortei a manta e o tecido rústico com 2,00 x 1,30 largura, pois era esse o tamanho que eu queria o meu edreom. Estendi no tapete da sala para cortar melhor.
 Juntei as três partes, deixando a manta como recheio. Alinhavei, 
costurei à máquina toda a borda, passei zig-zag em toda a volta. Estava pronto o meu edredon.


Agora vamos à capa:

Cortei o lençol que seria as costas da capa e a tricoline que seria a frente.  Não tirei fotos do processo, pois a intenção não era fazer um passo a passo e sim falar do elastano. Percebi que tinha elastano quando fui costurar o zíper. Conforme fui costurando o zíper o tecido foi esticando. Ai, dei com os nervos! Desmanchei, cortei o excesso, tive que alinhavar e fui costurando com muito cuidado. No final sobraram uns 3 centímetros porque o tecido esticou!!! Vejam o excesso! 
Eu não tinha razão? Não dá vontade ir lá na loja? Infelizmente não tenho tempo. Melhor não voltar mais nesses lugares. O barato saiu caro porque perdi um tempão nesse processo de costura-desmancha.

Acabei desistindo de consertar, não queria estragar o tecido, já que estendido na cama nem dá para perceber. Vejam como ficou meio ondulado na parte do zíper:
Estendido na cama as atenções vão para o conjunto fronha listrada e capa, dando ideia de um virol...
 O zíper fica na barra dos pés.

 Notaram que usei 35 cm a mais do tecido das costas para servir como virol na parte da frente?
Que usei o sistema tipo envelope? E que costurei entre os dois tecidos um bordado inglês (tira bordada aqui em BH)? 
Estou em férias, mas costurando coisas para a casa porque espero uma visita ilustre no próximo final de semana! Estou dando o melhor de mim.
Recadinho para Izabela: Fiz uma toalhinha de lavabo para combinar com a renda daquela que você me deu! Dentro do coração tem aroma Trousseau para deixar o banheiro gostoso.
Esperando elogios?
  
Recadinho para a Lígia: fiz como você: deixei a posição do zíper na capa da almofada bem mais acima, pois notei que da forma que colocava (no meio) dificultava a colocação da almofada. Pensa que não aprendo com quem ensinei?

8 comentários:

  1. Achei que a capa ficou linda apesar de todo o transtorno, dá vontade de coltar na loja e esfregar na cara da vendedora...rs. Só de pensar em costurar uma coisa tão grande já sinto medo...rs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wal, e não é que tive a mesma vontade?
      Beijos

      Excluir
  2. Quando o elastano pega a gente desprevenida é mesmo uma meléca... Uma pena, você escolheu um tecido de bolinhas tão lindo, adorei o tom de bege... O único jeito de lidar com isso é alinhavando tudo bem firme antes de costurar na máquina - mas mesmo assim os dentes da máquina prendem o tecido de baixo, o pézinho deixa escorregar o de cima e é um Deus nos acuda!

    Eu corto no chão como você!

    Mas não tenho um perfume Trousseau no meu banheiro - só pinho sol mesmo...

    Boas férias, minha querida - trabalhando muito, porque a gente "até quando descansa carrega pedra...". Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosa, quando dá jeito de inverter o lado, ou seja, no sentido do comprimento, pois dessa direção não estica, dá para colocar o zíper. Outra dica é amarrar com fitas ou costurar velcro. Mas com todo o sacrifício consegui e gostei do resultado na cama. Fiz outra, mas com tecido sem elastano. A minha vontade é renovar todo o enxoval da casa. Adoro receber visitas, pois só assim consigo um tempo para costurar para mim.
      Beijos

      Excluir
  3. Teste de comentários

    (Helena, é só um teste, tá?) rsrsr

    ResponderExcluir
  4. Helena

    Que aventura!! eu não voltaria mais nessa loja mas faria a reclamação para o gerente levando o produto pronto e provando com o pedaço restante do tecido que tem elastano. A vendedora infelizmente só quis vender empurrando o produto.

    Mas o edredon ficou bonito apesar do probleminha.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Helena, amo tanto visitar seu blog, dou risada, me emociono, aprendo mto com seus posts e principalmente me motivo, mesmo estando aqui em SP!

    Entrei em contato com a Elaine para personalizar meu blog e além de ter deixado seu blog mto fofo, ela cobra um preço mto justo! Mais uma vez obrigada pela dica e pelo carinho em compartilhar isso conosco!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Helena, boa tarde! Passando pra fazer uma visitinha, suas costuras como sempre de muito bom gosto, tudo perfeito!

    Mas fiquei com o coração na mão agora!!!
    Moro em Contagem e tem uma loja dessa rede Tear aqui pertinho de casa, comprei um monte de tecido lá esses dias inclusive esse bege de bolinha, mas ainda não costurei. Agora deu até medo pq venderam pra mim como sendo 100% algodão também.
    Ai, que coisa ... tava tão feliz de achar tecido perto de mim com preço em conta e não ter que despencar no centro toda vez que quero alguma coisa kkk. Mas faz parte, ossos do ofício.

    Bjos e fica com Deus!

    ResponderExcluir

Se não conseguiu deixar um comentário, envie um e-mail:
helenacompagno@hotmail.com