Cursos Belo Horizonte: e-mail para helenacompagno@hotmail.com ou acesse na janelinha à direita

19 de novembro de 2017

Adepta do DIY - Faça você mesmo

Cada vez mais me torno adepta do DIY (faça você mesmo). Como disse a Nina, minha amiga lá do Porto:  "Helena, poderia muito bem construir casas!"

Mas enquanto não construo casas, ando construindo roupas para eu mesma usar nesse eterno verão brasileiro.

Estou montando outro blog (apenas como hobbie), onde vou falar, mostrar e dar dicas de como fazer roupas fáceis e possíveis, com tecidos 100% algodão - roupas para vestir corpos normais que andam pelas ruas, não aqueles das passarelas que querem causar espanto!

Vejo tanta reclamação de gente que diz "ah, as confecções não estão interessadas em fazer roupas para pessoas acima de 50, 60, 70 anos..." As revistas querem vender beleza, ilusão. Vamos ser realistas. Pô, vamos aprender a costurar suas próprias roupas, mulher!!!!

Ontem dei uma passada no shopping. E o que vejo? vitrines anunciando "nova coleção primavera-verão". Ah, penso encontrar vestidinhos soltos, tecidos levinhos de algodão, mangas curtas, calças larguinhas, blusas soltinhas... Nada. Só vejo aquela padronização chinesa - uniformes para ambiente corporativo,  composto de blusa manga longa, calça e vestidos - todos muito fechados. Os tecidos, TODOS sintéticos, que esquentam, que suam dando mau cheiro nas axilas, nas junções dos membros (não vou entrar em detalhes, por favor). Você acaba de tomar banho, desce para a garagem, manobra o carro e já suou! Coisas da idade? Não, são esses tecidos desgraçados e vagabundos. Isso quando você encontra uma roupa que caiba em seu corpo, pois são roupas feitas em série para vestir não sei quais corpos - talvez os asiáticos que não têm bunda, nem peito e são pequenos.

Estou falando de roupas que vendem em lojas de departamento onde a grande maioria pode comprar. Quer dizer, poder não pode, mas parcela em 8 vezes no cartão. No terceiro mês sua roupa já foi para o lixo. Nas lojas de famosas marcas você até encontra alguma coisinha ajustável ao seu corpo, mas bah!!! qual a parcela do povo que pode comprar uma calça - uma única calça - por mil reais, um vestido por 1.300,00? Lojas de departamento como a Zara, onde você até encontra peças mais bem acabadas e bonitas, quando viro a etiqueta para olhar o preço... Estou falando da Zara Brasileira, pois sei que lá na Europa, principalmente Espanha e Portugal a Zara tem preços de lojas de departamento mesmo. Aqui ela se acha loja de grife. Atendimento péssimo, você fica um tempão chamando alguém para identificar um preço e ninguém te dá atenção. 

Obs.: Noto que sempre que faço uma crítica de alguma loja ou produto, sempre têm umas pessoas que me escrevem criticando porque pensam o contrário. Recebi uma ofensa de uma pessoa só porque falei que a máquina Bella da Elgin era uma bela porcaria (e é mesmo!).  Já vou adiantar a sua crítica: 
És dona da Zara, minha senhora? Então manda lá o povo me atender bem, por favor! 

Oh, que vergonha senhores empresários do ramo têxtil! O Brasil é um dos maiores produtores de algodão. E por que tudo tão sintético? 

Então eu vou na loja, compro meus tecidos 100% algodão. Volto para casa na maior felicidade do mundo, me debruço sobre a mesa, pego um vestido, coloco em cima do papel e vou riscando o contorno. Foi assim que fiz esse vestido em sarja preta,seguindo o mesmo padrão do outro que já havia feito anos atrás. (foto no final)
A cor não é muito favorável ao verão, mas o tecido é 100% algodão, uma sarja. Poderia ser linho? CLARO!!! Mas... o linho amassa muito e o preço está lá nas alturas. Gostava de usar linho Braspérolas, mas até onde sei a fábrica fechou em 2011. Dei uma consultada no google e vi vendendo no Mercado Livre. Vou confiar nada!!! Estou amando sarja 100% algodão, preço acessível, fácil de encontrar. A COS, que pertence ao grupo H&M, em Paris, tem muitos vestidos feitos em sarja. Oh, e por que eu, tão humildezinha e prendada não posso fazer um pretinho básico, de mangas cavas, com a parte de cima  no manequim 46, na parte de baixo 42? Abro um parêntese: (vou me revoltar, me sentir excluída, meter um processo nas confecções alegando preconceito com aquelas que têm seios grandes. É, hoje em dia tudo pode gerar processo por preconceito - vou processar meus pais que me fizeram assim, ou a Deus!) Bem, prosseguimos... 

Por isso eu mesma costuro minhas próprias roupas e, quando tenho alguma dúvida consulto à universitária. Já falei aqui inúmeras vezes que a filha caçula faz faculdade de moda e a danadinha está ficando craque nas modelagens. Acredito que vai seguir o ramo de consultoria em moda - moda para corpos "fora do padrão" estabelecido para as revistas de moda!

Dia desses saiu comigo para me orientar sobre a paleta de cores que combina com meu tom de pele. Eu, teimosa, capricorniana: "moça, corte 1.30 dessa sarja, por favor?" Mas, mãe, essa cor não consta da sua paleta de cores...

Ela diz que meu corpo é um triângulo invertido, que tenho que usar roupas que realçam a parte de baixo, cores que iluminam o rosto, usar brincos grandes para dar um ar jovial. Mas sou discreta e refiro,quase sempre as pérolas, o corte do cabelo chanel, os sapatos também ao estilo chanel, como esse que estou usando. Bolsas grandes, echarpes, cachecóis, pashminas...Tudo isso eu quero ensinar lá no novo blogue porque às vezes, cá entre nós, fico meio entediada de sempre ficar brincando de casinha, embora amo costurar artigos para a casa.
Se você que está aí me lendo, aceite meu conselho, minha amiga: faça um curso de corte e costura!!!! O Senai costuma ter ótimos cursos e muitas das vezes gratuitos. Na net indico o curso on-line da Diana, do Escola de Costurar, AQUI, que tem ótima didática e muito simpática. Adoro seus vídeos!

Esse fiz em linho, bem fresquinho.O mais difícil foi encontrar os botões em madreperóla do tamanho que queria. Tive que fazer uma encomenda na loja de armarinhos que alega que acaba porque vendem muito. Oras, se vende muito, compra um estoque grande, meu senhor!
 Mas agora não dependo mais de ninguém. Eu mesma forro os meus botões. Tô falando, cada vez mais adepta do DIY - Faça você mesmo, pois não


25 comentários:

  1. Adorei! Amo pessoas como você, que falam o que pensam! Pena que mora tão longe! Gostaria tanto de fazer umas aulas com você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliane, fui lá em seu blog e vi que desde 2014 não posta mais. Mandei um e-mail. Beijos.

      Excluir
  2. Que maravilha, Helena!
    Eu digo e repito que como tu, assim inspiradora, conheço pouquíssimas pessoas.
    Aqui nao é fácil aprender a costurar - e olha que já tentei.
    Posso comprar na Zara porque tenho a sorte de ter um corpo (que não é magrinho) dentro dos parâmetros e tenho como pagar, porque aqui, para o nosso padrão, a Zara é acessivel (para mim, repito) .
    É de um bom gosto insuperável e se conjugar com sapatos, bolsas e outras peças de alta qualidade, o resultado é imbatível.
    Tempos houve, quando não existia ainda zara nem outras cadeias similares, em que toda a minha roupa era feita na costureira. Aí quis aprender, mas não funcionou.
    Comprar chinês está fora de cogitacao. Por isso, minha amiga, incentivo com o maior entusiasmo a ideia de um blogue com roupa de vestir. Será um sucesso e em breve choverão alunas querendo aula.
    Tu, sempre elegante, com uma elegancia chique e discreta que não se sprende porque vem de dentro.
    Quem não nasceu com essa capacidade terá toda a vantagem em se inspirar em ti.
    Beijo grande da Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nina, vi que fez várias postagens. Ainda não tive tempo de ler. Obrigada pelas palavras tão estimuladoras. Sabes que sua opinião é muito importante para mim. Beijos

      Excluir
  3. Que vestido mais charmoso eu amo esse modelo sempre fica bom, o seu ficou ótimo em vc tanto o branco que eu ja conheço de outras confraternizações, como esse pretinho básico e nem parece que vc tem o corpo triangulo invertido, e eu amo roupas com botões forrado acho chiquérrimo!PARABÉNS pra vc! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário, Eliana querida! O triângulo invertido sempre me incomodou e dificultou encontrar uma roupa que caiba na parte de cima e fique boa em baixo. Roupa de praia então... Penso reduzir um pouco, mas enquanto não crio coragem, vou enganando com os modelos com abertura na frente.Beijos

      Excluir
  4. Ah... vou amar seu novo blogue esperando ansiosa...

    ResponderExcluir
  5. Sensacional..alguem lúcida nesse mundo.. louca pra conhecer o outro blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mãe, me dá a receita? Hahahah! Fui lá deixar um recadinho. Resolveu não postar? Ah, posta a receita!!! Qual receita? Fiquei curiosa. Obrigada pelo recadinho. Beijos

      Excluir
  6. PARABÉNS HELENA, VOCÊ É UMA MULHER MUITO ESPECIAL, GOSTEI QUERIDA, BJS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Zulmira querida. Fui lá em seu blog e adorei o seu vestido com tiras entrelaçadas. Ótima inspiração. Vou começar a comprar a Burda!!!
      Obrigada

      Excluir
  7. Respostas
    1. Rose, obrigada. Eu não consigo acessar o Google +. Não entendo bem como se interage por lá. Por isso deixo aqui meu muito obrigada pelo comentário. Beijos

      Excluir
  8. Que lindo Helena! Certeza que o novo blog será um grande sucesso!! Compartilho completamente desse seu gosto pelo DIY, e estou muito honrada com a indicação! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Diana pelo retorno. Adoro assisti-la.Beijos

      Excluir
  9. Helena, muito poucas vezes comento aqui (peço desculpa por isso!), mas leio e observo as fotos!
    Adorei este post e achei imensa graça, principalmente quando me senti identificada na referência à medida "fora do padrão"... que é a minha!!! lol
    Eu também faço blusinhas simples e calças para mim e em tempos até fiz casacos! Agora compro-os, mas faço poucas compras porque as roupas que tenho duram-me anos! Apesar de eu não me importar com modas e por conservar algumas roupas antigas, vejo que, por vezes, voltam a estar na moda!
    Os teus vestidos são perfeitos e ficam-te muito bem.
    Vou passar a estar mais atenta ao teu blog que é muito interessante.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui lá em seu blog deixar um comentário, Teresinha querida. Muito obrigada pelo comentário. Beijos

      Excluir
  10. Oi Helena, amei o post. Sempre acompanho suas postagens por e-mail, me inspira ver suas costuras. Também estou na onda do faça você mesmo, decidi este ano aprender a costurar, estou tentando aos poucos, já fiz algumas coisinhas simples. Comprei a máquina Bella achando que seria bom para iniciante e que o preço é bom já que eu não sabia se levaria a sério esse negócio de costurar... mas estou levando a sério e me arrependo de ter comprado essa máquina por que ela é muito limitada, não aguenta quase nada... :(
    Enfim, assim que as coisas melhorarem vou comprar uma máquina melhor e vou seguir aprendendo, gosto muito dos vídeos da Diana, da Marlene Mukai, da Costureirinha e outras mais que sigo no youtube. O seu vestido ficou lindo, breve quero poder costurar todas as minhas roupas, também tenho um corpo fora de padrão, tenho busto pequeno e quadril largo, é bem frustrante não conseguir se adequar a esses padrões excludentes. bjssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora, obrigada pelo comentário. Fui lá em seu blog e comecei a seguir. Vamos costurar!!! Todos aqueles sites que você indicou são ótimos mesmo. Eu sempre falo que quem quer, quem tem objetivos consegue sim aprender assistindo vídeos. Algumas pessoas necessitam que sentamos junto, apontamos com o dedo "aqui, ó, coloque a agulha aqui!" Hoje ficou muito mais fácil costurar, mas precisa levar jeito. E vi que você leva muito, muito jeito. A saia godê que fez ficou ótima!!! Parabéns. Beijos

      Excluir
  11. Amei esse post, adoro suas reflexões e pensamentos!! Irei amar ainda mais seu blog novo com roupas de vestir, aguardando ansiosamente....
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila, fui lá no Google + e não consegui visualizar. Muito obrigada pelo comentário. Já costura? Conte pra mim. Beijos

      Excluir
  12. Vou aguardar ansiosamente o novo blog. Assim como você, não só estou acima de padrões ( a bem da verdade, bem acima) como tenho observado a absoluta falta de elegância do vestir feminino, principalmente para as "senhoras". Voltei a costurar já há algum tempo, inspirada por blogueiras americanas e canadenses. Você com certeza será um grande referencial. Que ele chegue logo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lisete, também observo muito essa falta de elegância de algumas mulheres ao se vestir. Roupa curta e apertando acho horrível. Mas há poucas opções. Ontem fui na Renner. Achei tudo tão estampadão, umas folhonas estampadas nas blusas, nos vestidos... De muito mau gosto mesmo. Estou costurando muito para mim. Ontem terminei mais uma roupa. Estou doida para iniciar o novo blog, mas eu necessito de uma boa fotógrafa. Marido e filha caçula... A minha fotógrafa - que é a minha filha mais velha - está em SP, mas em breve vamos nos encontrar. Pretendo mostrar tudo. Beijos. Também sigo algumas blogueiras americanas e canadenses que acho tem um estilo ao se vestir mais ao meu gosto. Não deixe de costurar. Você mora onde? Beijos

      Excluir
  13. Parabéns!!! Colocou muito bem na parte que as vitrines não vestem a mulher atual.Também estou sempre passeando pelo seu blog, porém nunca comentei, mas com esse post me identifiquei muito.Gostaria de ter mais tempo para costurar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Solange, obrigada pelo comentário! Comenta sim. No novo blog quero me interagir bem mais. Vejo que esse assunto interessa muito, pois todo mundo tem uma reclamação. Melhor mesmo é costurar, não é? Eu amo. Beijos

      Excluir

Se não conseguiu deixar um comentário, envie um e-mail:
helenacompagno@hotmail.com