Cursos Belo Horizonte: e-mail para helenacompagno@hotmail.com ou acesse na janelinha à direita

27 de fevereiro de 2014

Até tu, Brutus?

Sim, por súplicas da filha caçula que pedia um animalzinho há anos. Promessa é dívida!

E estou eu aqui, com essa criatura me vigiando o dia inteiro enquanto dou aulas de costuras. Ela passa quase todo o dia à espera da minha filha que só chega no final da tarde. Ela fica no terraço, ao lado da sala de costuras, brincado sozinha, tirando uma soneca... Entre uma aluna e outra vou lá, faço um carinho, troco a água de beber e volto para o meu posto e ela para o seu.
E quando a filha chega...
Ela corre para o colo, enrosca a cabecinha, pede carinho e parece dizer:
"Num falei que até a sua mãe ia gostar de mim?"
Mas na hora de dormir é só ordenar: vá para a sua caminha!

E em poucos minutos a bichinha dorme até o dia amanhecer nessa caminha que eu, marinheira de primeira viagem, improvisei.
Usei um percal 100% algodão, 200 fios que estava reservado para fazer novas fronhas para a filha mais velha. Tadinha.

Não sei até quando vai durar essa lua-de-mel!

22 comentários:

  1. Que linda essa cachorrinha ,é muito bom ter um animalzinho em casa . Mas é como uma criança dá um pouco de trabalho . O bom é que no final vale a pena a gente vai se apaixonando aos poucos sem perceber e quando se dá conta já está caida de amores bjs .

    ResponderExcluir
  2. É uma beagle?? Adooooro e também vamos ter um quando o quintal aumentar rsrsrsr já tem até o nome que o Davi escolheu... que delícia ter um amiguinho pra fazer companhia pra gente, vc acredita que quando estamos tristes só de olhar pra eles e ver como eles gostam de nós já alegra nosso dia... parabéns pela nova integrante à família... é mais uma filha ou é neta?? kkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um beagle sim e esse foi o presente que demos a ela quando fez 18 anos em dezembro, mas só sábado chegou o "presente". Espero não ser de grego, pois não tenho experiência nenhuma com cachorro. Gosto de ser independente, ir onde quero, a hora que quero, viajar, trancar a casa... Veremos.

      Excluir
  3. QUE COISA MAIS MEIGA !!!!!!!!AINDA NÃO INVENTARAM COISA MELHOR DO QUE A COMPANHIA DESSES ANJINHOS PELUDINHOS SEMPRE TÃO CHEIOS DE AMOR ,COM CERTEZA JÁ VIROU UMA PAIXÃO KKKK
    NO FIM A GENTE SE ADAPTA E DÁ UM JEITINHO PARA TUDO.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei não Luciana se vou me adaptar a ter sempre um bichinho dependendo de mim, já que minhas filhas estão crescidas e independentes. Agora que estava livre...
      Beijos

      Excluir
  4. Minha filha tb, está doida por um animalzinho, ela vive pra cima e pra baixo com um gato e um cachorro de pelucia...estou quase me rendendo...rsssssss
    é linda a sua nova companhia, que traga cada dia mais sorrisos!beijos

    http://vanessaquirino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Vanessa, pense muito antes de se render!
      Beijos

      Excluir
  5. Oi amiga!
    Que fofa!A gente se apaixona e aí nao tem mais jeito!Vira da familia mesmo!
    Nós temos uma gatinha e dois cachorros que aparecem na minha casa e fomos adotados por eles.
    Bjus e boa sorte com a fofinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcia, dá para notar que os seus bichinhos já fazem parte da família!
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Helena, eu tenho uma cachorra e uma gata, são meus amores!
    Essa sua cachorrinha é uma fofa…você vão ser grandes companheiras.
    Bjs querida e ótimo feriado

    ResponderExcluir
  7. Que bonitinha !....que bom que vc tem uma área onde ela pode ficar se lagarteando ao sol....rs
    Vc vai amar, pq os cachorrinhos sáo muito amigos.Parabens pela nova "moradora"....rs
    Bjs,
    Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Cris, essa área livre que antes, era eu que vivia me lagarteando ao sol, agora vive ocupado com brinquedinhos, potinhos de água (e às vezes uns cocozinhos!). Gosto disso não.
      Beijos

      Excluir
  8. Cachorro é tudo de bom, não vivo mais sem, são "cãopanheiros" pra todas as horas, é claro que aprontam as vezes, mas o carinho deles compensa!!!!
    bjo grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Cariana, para ser sincera, só comprei mesmo essa cachorrinha por causa da minha filha que ficou muito sozinha depois que a irmã foi morar em SP. Por mim spo o carinho das minhas filhas já bastavam!
      Beijos

      Excluir
  9. Amiga, também sou resistente a ter animais em casa. Acho que será um trabalho a mais pra mim, rs. Espero sinceramente que essa lua de mel dure tempo o suficiente pra você se apaixonar, pois tenho certeza que vou amar ter um bichinho assim, mas por enquanto estou sem coragem. Beijoss e ótimas costuras. Clau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, quer um conselho? continue bem resistente. Sei que animal dá carinho e blá blá blá, mas dá um trabalhão... principalmente para quem vai cuidar! E sempre acaba sobrando para a dona da casa, não é mesmo?
      Beijos

      Excluir
  10. Ela è mesmo uma gracinha!! Tambem tenho uma cochorrinha que me vigia o tempo inteiro enquanto costuro,salvamos ela da rua e maltratos,nos dà e recebe muito amor,que lindas essas manchinhas marrons na barriguinha.Recebi o endereço.BJS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaire, admiro demais pessoas que adotam esses bichinhos por livre e espontânea vontade.
      Beijos,

      Excluir
  11. Que fofo!! lindoooo.
    Estou sem cachorro em casa, a que eu tinha faleceu com quase 15 anos e agora estamos dando um tempo mas quem sabe voltaremos a ter um. Eles são muito meigos, carinhosos e amam puramente.

    Sua filha ajuda a cuidar dele?

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Eu sou da seguinte opinião: depois que Deus criou o ser humano, percebeu que gostava tanto dele e resolveu dar um presentão - daí criou os cachorros. São as melhores criaturas do mundo, amorosos, bons, inteligentes. Fazem bem demais prá nossa saúde conviver com eles... Parabéns por essa criaturinha maravilhosa que Deus encaminhou prá tua vida, Helena querida. Beijos!

    ResponderExcluir

Se não conseguiu deixar um comentário, envie um e-mail:
helenacompagno@hotmail.com